quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Dica de decoração: Idéias para a área de serviço


20 áreas de serviço pequenas e organizadas

Quem se esmera na casa inteira não pode deixar a lavanderia de fora. Para se inspirar, separamos 20 áreas de serviço que já foram publicadas na revista MINHA CASA





Prateleiras deixam os produtos de limpeza longe das crianças. Nos gavetões, há lugar para separar as roupas sujas e as peças para passar. O cabideiro auxilia na segunda tarefa,já que agora é possível abrir a tábua ali mesmo. Projeto do arquiteto Rodrigo Martinelli.



Não existe segredo na decoração da área de serviço de 1,95 m²: são brancos os principais itens, como o tanque de louça, o armário suspenso e a prateleira. A graça está na alvenaria tingida de azul, que serve de fundo para os adesivos de bolhas de sabão. Projeto de Letícia Laurino Almeida.



Na área de serviço, o dente na alvenaria abriga a hidráulica. Mas isso não causou problema: as prateleiras foram desenhadas especialmente com esse recorte. A máquina lava e seca é ladeada por armários, próprios para esconder baldes e bacias.  Projeto de Renata Cáfaro.



Cozinha e lavanderia são delimitadas por um painel estreito. Meia-parede envidraçada separa esses ambientes da varanda deste apartamento-modelo de 80 m² assinado pelo arquiteto José Carlos de Paula Luz. O piso é de porcelanato claro e uma faixa do mesmo material em outro tom simula uma passadeira.



Somadas, a cozinha e a lavanderia medem 7,50 m². Por isso, a designer de interiores Renata Marré abriu mão de qualquer divisória e unificou os espaços. Outro recurso foi a base neutra, obtida com laminado branco nos gabinetes, azulejos básicos em boa parte das paredes e porcelanato no piso.



A área de serviço de Ruby Fernandes também funciona como mini ateliê. "Chamei o marceneiro e ele projetou a bancada de trabalho", declara a blogueira, que passa horas criando bonecas de pano, móbiles de corações, bandeirinhas e almofadas para tornar o mais acolhedor o lar da família.



A área do tanque ficou mais prática ao reunir escovas, esponjas, panos, desinfetantes e afins em um painel aramado preso na parede. Cestinhos reúnem miudezas, e uma sacola vazada guarda os pregadores – boa ideia para a hora do leva e traz.  O suporte com ganchos sustenta ferro e tábua de passar.



Entre os armários, há uma bancada para passar roupas. Logo acima, a barra de inox organiza as peças já prontas. Para tornar invisíveis as tubulações da coifa e do aquecedor a gás, o teto foi rebaixado com gesso. Projeto de Andrea Pontes.



Na área de serviço, um armário-sapateira se tornou vizinho da lavadora de roupa. O morador achou na internet a figura de tênis que mandou reproduzir em película adesiva. O espaço é separado da cozinha com uma divisória de alvenaria que tem 60 cm de extensão.



Cozinha e área de serviço convivem numa boa neste ambiente de 7 m² que, apesar de compacto, é moderno, funcional e recheado de boas ideias. O mosaico de azulejos é uma solução em conta para fugir do lugarco mum. Ambiente projetado com a consultoria do designer de interiores Fabio Galeazzo.



Para aproveitar na cozinha a luminosidade que vem da área de serviço, os moradores separaram os ambientes com uma porta de correr de vidro. Cada vareta do varal sobe e desce individualmente, facilitando a tarefa de pôr as roupas para secar. Projeto da arquiteta arquiteta Marina Barotti.



As pequenas lâmpadas mostram um acabamento inovador: gomos de uva de plástico! A blogueira Thalita Carvalho comprou os cachos, desmontou-os e encaixou um gomo em cada pisca, aderindo-os com cola quente. A iluminação ficou mais difusa, e o visual, divertido.



Uma forma prática de poupar metragem é instalar a secadora acima da máquina de lavar roupa. Apenas 1 m² da parede do tanque tem cobertura de azulejos, o bastante para proteger a alvenaria da água que espirra. As demais superfícies receberam tinta acrílica. Projeto de Douglas Honma.



Meia-parede separa cozinha e área de serviço, delimitando os espaços sem barrar a luz natural que vem da janela. A marcenaria se repete nos dois ambientes, deixando tudo com a mesma linguagem.Projeto dos arquitetos Renata Carboni e Thiago Lorente.



Sob a janela, o vão até o tanque foi aproveitado por um armário, que guarda tábua de passar, produtos de limpeza, varal de chão e aspirador de pó. Os armários aéreos e os gabinetes da cozinha foram planejados para acolher muitos utensílios e emoldurar a  geladeira e o micro-ondas.



Uma peça de concreto moldada na obra faz as vezes de bancada, com um tanque embutido. Pastilhas cobrem a superfície: “O tom escuro é mais adequado ao local, onde são manipulados produtos químicos”, explicam os arquitetos Gabriel Magalhães e Luiz Claudio Souza.



Os móveis da cozinha são revestidos de laminado cinza-claro, repetindo o tom do rebaixo de gesso e das paredes. “Escolhemos um módulo amarelo, do micro-ondas, para  trazer um pouco do visual da sala para a marcenaria e, assim, integrar ainda mais os ambientes”, explica a arquiteta Cristiane Tamburri.



A parede do fundo recebeu um gabinete com tampo livre. O armário maior tirou partido do dente na alvenaria ao lado do tanque. Este foi embutido em uma bancada, arrematada na parte inferior por outro gabinete. Projeto da designer Patrícia Ribeiro.



Como o split precisou ser instalado na lavanderia, ele foi preso por cabos de aço que atravessam o forro e encontram sustentação na laje. O ar é eliminado pela janela, que permanece aberta quando o aparelho está em funcionamento. Projeto de Bruna Mello.




Como não há janela na cozinha, dispensou-se a porta para a área de serviço, a fim de captar a ventilação e a luz naturais. Jovem casal não fez questão de um apartamento na planta. Apostou num usado com bons acabamentos e investiu numa decoração clean e prática para a primeira morada própria.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post??? Obrigada pelos seus comentários, são muito importantes para nosso blog!!